12 de setembro de 2013

O Guia Definitivo dos 15 personagens mais malas de “Amor à Vida”

Por: Coisas de Novela

Montagem / Redação POP

Hoje vai ao ar o capítulo de número 100 de “Amor à Vida”, e estamos há mais ou menos quatro meses de exibição. Sabe o que isso quer dizer? Há quatro meses odiamos Paloma, César, Aline e outros tantos personagens que competem diariamente para ver quem é o mais insuportável para o público. Como agora já deu tempo para conhecer todo mundo bem (menos a médica figurante japa, pois ela nunca aparece), fizemos uma lista dos personagens mais malas de “Amor à Vida” e os classificamos com uma escala bem particular: quanto mais chata for a pessoa, mais malas do Romero Britto ela terá na fotinho dela. Porque, né, tem coisa mais chata que uma mala com desenhos do Romero Britto?
Montagem / Redação POP
Paloma
Claro que a mais chata dessa trama maluca de Walcyr Carrasco é a protagonista. Paloma é egoísta, sabe falar apenas de si mesma e é responsável pelas melhores cenas de surto psicótico da novela. Roubando o diagnóstico da psiquiatra sensata, Paloma acha que há um grande complô contra ela e sempre insistiu que seu coraçãozinho sabe que Paulinha é sua filha, mesmo todos os exames do mundo negando. Tudo bem que sabemos que o DNA foi adulterado pelo Félix, mas nada disso exime Paloma de ser uma louca.

Montagem / Redação POP

Bruno
Tão chato quanto Paloma é seu amado Bruno. Para terem uma ideia de como ele é chato, vamos lembrar a cena mais irritante do personagem: Pilar apareceu em seu apartamento querendo negociar a “compra” Paulinha, e o futuro advogado justificadamente fica furioso com a proposta. Pilar avisa que tem bons advogados para conseguir pegar a menina, e qual a resposta de Bruno? “E EU TENHO O MEU CORAÇÃO!”. Se a gente gostasse de gente de coração bom, teríamos escolhido Iris Stefanelli como a campeã do “BBB7”. Moço, você é um mala.

Montagem / Redação POP

Ninho
A outra ponta do triângulo amoroso principal é composta por Ninho, um hippie tardio que xinga de “burguês” as pessoas como se fosse uma caricatura de estudante de curso de humanas. Se seu ódio é por gente tapada, Ninho ganha um espaço especial no seu fígado (porque no seu coração que não é…) por ter aceitado a sugestão de sequestrar Paulinha para se aproximar da menina. Sério, Aristóteles teria se suicidado com a sua lógica, colega.

Montagem / Redação POP

Ordália
A mãe de Bruno é mala por ser escrota mesmo. Ela se une a Glauce para fazer o esquema de mentir nos prontuários e colocar Paulinha como filha do Bruno, e daí o gostosão decide contar toda a verdade para Paloma e a mãe “claro, filho, tudo bem”. Ela pensa que a verdade precisa prevalecer, mas se esquece que a verdade vai ferrar com a carreira médica de Glauce. Tudo bem que a doutora dos cabelos mal-escovados é uma mal caráter, mas os personagens não sabem disso. Cadê a solidariedade com a coleguinha? Fora que ela é desesperada para aparecer na novela (sempre surge do primeiro buraco para falar “nossa, tenho plantão”) e tentou até emplacar uma história mística com suas visões, mas elas floparam.

Montagem / Redação POP

Leila
Tudo bem, você pode ser vilã no núcleo mais chato da novela, mas tente disfarçar um pouco. Leila é tão descarada que a Nicole empacotou no altar por culpa do golpe do baú dela e a malvada ficou lá com cara de “olha, fiz uma estratégia que matou a menina, fazer o quê? Cadê minha grana?”. Se era para ficar com uma vilã descarada e com limitações dramatúrgicas eu teria feito uma petição online para uma reprise de “Salve Jorge” só para acompanhar Lívia Marini eliminando as inimigas com uma providencial seringada certeira no pescoço.

Montagem / Redação POP

Cabelo da Nicole
Além de ser lindo e fazer todas as inimigas ficarem ba-ban-do (você leu com a voz da Anitta, né?), o cabelo foi a discórdia para que todo o núcleo da personagem fosse extinto porque a atriz não quis cortá-lo. Parabéns, Cabelo da Nicole, você é mais odiado pelo elenco que a Paloma.

Montagem / Redação POP

Niko e Eron
Nem dá para separar os dois. Um dos casais mais chatos da trama é composto por um gay afeminadíssimo que se intromete em conversas em seu restaurante e um bissexual afetadíssimo que aproveita reuniões de trabalho para dar lição de moral e para explicar o que é o radar dos gays. Garçom, manda uma porção de noção para a mesa desses dois? Eu pago!

Montagem / Redação POP

Patrícia
A funcionária do RH do San Magno podia ser demitida dessa grande empresa chamada VIDA, não é? Isso porque ela falhou como amiga (ficou trollando Perséfone até o fim com planos com tanta chance de êxito quanto o Plano Collor), falhou como mulher desprendida e falhou como mulher com limites (sua transadinha com Michel num quarto do hospital manda lembranças). Patrícia, você está…. DEMITIDA (sdds Roberto Justus).

Montagem / Redação POP

Amarilys/Amarilis/Amarylis
Tem coisa mais mala que uma personagem que você não sabe em que trabalha? Para piorar, cada hora o resumo de novelas da Globo coloca o Y de seu nome em um canto diferente, mostrando que até a emissora está pouco se lixando para esse personagem que é o muro das lamentações da Palominha.

Montagem / Redação POP

Perséfone
Vamos listar os assuntos de Perséfone: “Eu quero transar!”, “Eu quero transar!”, “Eu quero transar!”, “Eu quero transar!”, “Eu quero transar!”, “Eu quero transar!”, “Eu quero transar!”, “Eu quero transar!” e “Eu quero transar!”. Preciso explicar a chatice dela?

Montagem / Redação POP

Denizard
Difícil achar o que é mais irritante e chato no Denizard. Pode ser tanto suas proporções exageradas, tornando-o quase o dinossauro Barney do núcleo pobre da novela, quanto pode ser por causa do sotaque forçado. Escola Wolf Maya AGORA para ele!

Montagem / Redação POP

Rogério
Ele é bem intencionado, bonzinho, bonitinho… porém fala com duas batatas na boca, além de fazer um desnecessário biquinho. Tentou salvar o casamento de Nicole, mas chegou tarde demais porque inventou de revelar as fotos que havia tirado. Ele sim é a inteligência pura!

Montagem / Redação POP

Lídia
“Aceita alguma coisa?”
Sim, que você pare de ser chata!!!

Montagem / Redação POP

Rafael
Vocês ficam aí protestando contra o nepotismo no senado mas fecharam os olhos quando Eron convenceu César a contratar Rafael com uma desculpa esfarrapada. Além de inconveniente, ele virou o único advogado da novela só porque recita o texto com uma articulação impecável. Cá entre nós, os certinhos são muito malas.