17 de junho de 2013

Coadjuvantes: Raquel de “Mulheres Apaixonadas”

Todo mundo lembra da mulher espancada pelo marido com uma raquete. Ela se chamava Raquel e era interpretada por Helena Ranaldi em “Mulheres Apaixonadas”.

Por: Coisas de Novela

Divulgação / TV Globo

Todo mundo lembra da mulher espancada pelo marido com uma raquete. Ela se chamava Raquel e era interpretada por Helena Ranaldi em “Mulheres Apaixonadas”.

A novela de Manoel Carlos exibida em 2003 trazia muitas polêmicas. Mas Raquel era foco delas: a professora se envolveu com o aluno Fred (Pedro Furtado) e depois sofreu com a violência doméstica praticada pelo marido, Marcos (Dan Stulbach). Muita gente criticou a atuação de Pedro no papel de Fred, mas a relação entre os dois era bem bonita, se desenvolveu de maneira natural: ela, professora de natação do rapaz, passou a identificar-se com ele, por ser um pouco desconectado da turma ao redor. Ela, afinal, estava fugindo do marido violento, em uma cidade nova.

Raquel foi uma vítima na maior parte da novela, tanto do marido quanto da própria escola e dos pais de Fred. A personagem era um retrato do machismo, já que ela não podia viver a relação com Fred sem sofrer preconceito e pressão das pessoas, e além de tudo teve de suportar as ameaças e surras do marido. Mais triste é o desfecho da história: em uma tacada só, Marcos e Fred morreram em um acidente de carro, deixando Raquel grávida de Fred sozinha para criar seu filho. Agridoce é a palavra que define melhor.

Helena Ranaldi teve algumas personagens bem marcantes em sua carreira e Raquel foi uma delas.